Quinta-feira, 22 de Novembro de 2007

De Vontade Encantado

Queria eu, de belas e alegres paisagens falar-te, de lindos jogos de cores irradiadas nas águas espelhados e dos tons alaranjados que lhes tocam por altura do por do sol, de verdes paisagens entre curvadas encostas que prometem chegar ao céu em dias em que arranham as nuvens ou que gritam de um tão vivo verde noutros em que o sol a luz irradia. E tantas são as coisas alegres com que nos encanta este pedaço de universo onde moramos, que podia muito bem ser num jardim toda a historia que passo nas horas que sinto passar por mim. Tão grande é esta vontade que sinto de te poder oferecer sentir tudo o que sinto. Vontade que me atormenta, em dias que por ser tanta, que parece não caber em mim. Ainda assim, por muita que seja, há sempre que se almeje e que não se consiga. Chego a ter pena de a oferecer não me ser consentido, pois acredito que a muitos seria útil. Mas dias há que sinto tão grande o encanto, que não sei dizer qual será maior, se ele se a dita vontade, de lembranças e anseios, que de entrecruzados me confundem, ou me presenteiam com maior emoção! Breves sopros de saborosa tormenta, algo quentes, mas doces, já que difícil será encontrar ternura igual em algum momento, que o tempo, por muita ou pouca teimosia, lembrar ou esquecer me tenha pedido.

 

                                                   Antunes Ferreira

publicado por antunesferreira às 23:47
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. De Vontade Encantado

. Estranho Conforto

. Lacuna

. Afinal, tão singelo pedid...

. Tremulas as Pernas

. Tamanhas e Imortais

. Bobressair

.arquivos

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds